Código: 52

ADENDO SONORO (RELÓGIO DE PAREDE) QUE ACOMPANHA O LIVRO PARA QUE AS PRIMEVERAS NAO SE CALEM PARA SEMPRE...

Marca: DALGAS


Por:
R$ 179,16

ou 3x de R$ 59,72 Sem juros
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Dimensão: 34 cm

Doze pássaros diferentes que cantam a cada hora!

13:00 Trinca-ferro

14:00 Pássaro-preto

15:00 Pica-pau

16:00 Seriema

17:00 Inhambú-chororó

18:00 Bacurau

19:00 Sabiá-coleira

20:00 Fogo-apagou

21:00 Tucano-da-amazônia

22:00 Fri-frió

23:00 Corocoxó

24:00 Araponga

Descrição:

Adendo Sonoro (Relógio de Parede) que acompanha o Livro Para que as primaveras nao se calem para sempre....

Ele contém atrás de sua interface: Comando Analógico de Regulagem de horas e minutos; Espaço para pilhas de efeito sonoro; Espaço de pilha para os ponteiros analógicos; Material plástico; Botão vermelho de teste da hora.

Cada hora canta um pássaro diferente; Borda plástica na cor verde; Visor de vidro transparente; Doze Fotos de pássaros brasileiros diferentes; Quartz.

3 pilhas AA Alcalina não inclusas

Garantia 1 ano

Instruções para ajuste de hora:

Sem as pilhas, ajustar o ADENDO SONORO para 12:50hs
Instalar as pilhas – Acertar o horário local
Este ADENDO SONORO contém sensor de luz. Quanto maior a intensidade da luz, maior sera o som do canto das aves. Quanto menor a intensidade da luz, menor sera o som do canto das aves.

Observação: cada vez que o botão vermelho de teste da hora for apertado, o canto do pássaro passara para a hora seguinte. Para ajustar a hora e canto corretos, você devera seguir as instruções acima de ajuste de hora.

Livro Para que as primaveras nao se calem para sempre....

Este livro traz o folclore de 12 das mais expressivas aves Brasileiras e se faz acompanhar por um ADENDO SONORO, contendo suas inconfundíveis vozes e figuras.

Ao publicarmos este pequeno livro dedicado a uma dúzia das mais expressivas aves brasileiras, acompanhando por um adendo sonoro contendo suas inconfundíveis vozes, nosso propósito é chamar a atenção do leitor e ouvinte para o fato de que a sobrevivência dessas criaturas, cujas vidas passa a conhecer e cujos cantos escutará a cada marcação das horas, em grande parte depende dele. Desde que me conheço por gente, tenho as aves e pássaros como verdadeiros membros de minha família. Por serem amigos fiéis e desinteressados, estar em sua companhia, em tempo integral, é algo que faz parte do meu dia a dia. Em casa e no escritório, gosto de apreciar seus voos formosos pelos jardins. Em nossa fazenda, no interior paulista, experimento um genuíno sentimento de sucesso e prestígio ao ver que milhares de exemplares vivem com conforto e fartura de alimento nas árvores que plantei. De minha parte, este pequeno gesto simboliza cuidado fraternal e gratidão à imensurável felicidade que meus companheiros emplumados têm proporcionado à minha vida ao longo de mais de noventa primaveras!
Por isso ouso afirmar, com absoluta sinceridade, que sou um ser humano plenamente realizado, pois graças à profunda e duradoura paixão que sinto por essas criaturas aladas consigo, ainda hoje, tocar o coração de muita gente nos quatro cantos do planeta.
Cara leitora, caro leitor, quero tocar seu coração, também. Com este meu novo livro, Para que as Primaveras não se calem para sempre..., partilho mais histórias inéditas que vivi ao lado desses extraordinários amigos. Mas aproveito este nosso precioso “encontro” para chamar sua atenção para os riscos que esse frágil reino da Natureza corre em nossos dias. Asseguro que minhas afirmações são feitas com conhecimento de causa. Sei que vão provocar polêmica e até ferir certos egos, mas a essa altura de minha vida, tendo o tempo e todos os seus benefícios como aliados, a coragem de dizer o que precisa ser dito não é mais uma opção, é um dever!
Outra certeza que tenho é que o canto dos pássaros precisa estar em nossas vidas. Sua presença livre, nunca em gaiolas, é indispensável, pois traz beleza, música e até o poder de curar a tristeza neste nosso mundo de arranha-céus. Por esse motivo um presente acompanha este livro: um “adendo sonoro” que reproduz, a cada hora cheia, o canto de 12 maravilhosas aves brasileiras. Deixe-se envolver por essas melodias enquanto percorre as páginas seguintes, sempre na mais sábia e leve companhia.

Afinal, as aves e pássaros nos ensinam uma lição fundamental, a de que é preciso viver em liberdade, saudando com entusiasmo cada amanhecer.

Tradição Familiar

Nesse meio século de pesquisas sobre o magnifico elenco de atores alados, que se movimentam no palco de campos e florestas de nosso país, Johan Dalgas Frisch e seu filho Christian publicaram dois livros “Jardim dos Beija-Flores” e “Aves Brasileiras e Plantas que as Atraem” e – e gravamos duas dezenas de discos, contendo cantos dos mais representativos elementos da fauna ornitológica do Brasil e da América do Sul.

Ter a natureza a altura dos olhos logo pela manhã é fazer uma oração de agradecimento a vida. Cultivar a natureza e as aves é plantar harmonia para colher paz, saúde e resgatar os velhos tempos de poesia e de amor pela natureza. Todas as gravações são originais realizadas na natureza.

Incansáveis os ecologistas celebram sua paixão sem limites pelos pássaros das florestas brasileiras.

Tem em comum a determinação, o idealismo e uma paixão sem limites pelos serem alados. Os pássaros são testemunhas oculares das façanhas dos dois em florestas brasileiras.

Dalgas também foi responsável pela criação do maior Parque Tri-nacional do mundo o “Tumucumaque” na região da Amazônia brasileira com 9.068.067 hectares (quase do tamanho de Portugal).

Nós dedicamos 10% das vendas de nossos produtos ao Parque do Tumucumaque para práticas de conservação rigorosas, e na aquisição de nossos produtos você estará contribuindo para a proteção a longo prazo desses lugares selvagens e para o beneficiamento das comunidades rurais com as quais trabalhamos. 

114 páginas
21x16,5 cm
ISBN: 978-85-85015-09-1

 

 

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características